O mito da preparação

Livro num mesa com uma vela

Admito que não estou minimamente preparado para escrever este artigo. Depois do sucesso do último longo e trabalhado texto que publiquei. Tenho a sensação de que tudo o que vou escrever agora vai ser completamente desinteressante.

“As 10 lições de vida que aprendi como blogger”, demorou sensivelmente o dobro do tempo a ser criado do que aquele que costumo demorar a escrever um artigo. Tem também o dobro do tamanho habitual.

O mito da preparação, curiosamente, é um tema que está à espera há já algum tempo na minha lista de ideias para artigos. E que melhor altura para escrever sobre o mesmo, senão aquela em que me encontro?

No fundo, tudo não passa de um bloqueio.

Acabei mesmo agora de reler o meu artigo sobre o bloqueio de escritor, no qual escrevi a seguinte frase:

“Quando não se sente inspirado, não há problema. A inspiração surge depois de começar a escrever e não antes.”

Ao reler esta frase, apercebo-me que esta tem muito a ver com o mito da preparação, e que pode ser aplicada a muitas outras áreas para além da escrita.

Este assunto situa-se no contexto em que ficamos à espera de nos sentirmos preparados, antes de começarmos a trabalhar para realizarmos os nossos planos.

Porque esperamos desnecessariamente?

Quando nos sentimos preparados, sentimos uma segurança em nós próprios e ao delinear um novo objetivo, queremos sentir essa segurança antes de avançar.

O único senão, é que a segurança vem depois da prática e não antes. Por exemplo, à medida que estou a avançar na criação deste texto, a minha confiança está a aumentar. Sinto-me cada vez mais seguro e preparado para falar acerca deste assunto.

A ansiedade.

A ansiedade é o motivo pelo qual ficamos à espera de nos sentirmos preparados antes de começar. Ironicamente, quando mais esperamos, maior a ansiedade.

Esperar faz-nos sentir ansiosos. Agir dá-nos confiança.

Se está paralisado pelo medo de ainda não estar preparado para avançar, uma forma de sair desse marasmo é agir aceitando a possibilidade de que aquilo que quer fazer pode correr mal.

O fracasso é sempre uma hipótese, quer se sinta preparado antes de começar alguma coisa ou não. E esta última frase que acabei de escrever faz me ter a seguinte revelação:

O fracasso, por vezes, é a única preparação possível.

Mesmo que o tipo de empreendimento que quer realizar tenha características que façam com que um pequeno fracasso tenha consequências, este ensinar-lhe-á mais do que qualquer outra coisa.

Existem pessoas que aguardam a vida toda para se sentirem preparadas antes de se lançarem na concretização das suas metas. A sensação de segurança pela qual aguardam nunca chega e esta uma das razões pelas quais muitas pessoas deixam os seus sonhos morrerem…

Vença o medo começando gradualmente.

Se está aterrorizado, dê pequenos passos. Mesmo que faça pouco, se fizer com frequência, pelo menos estará a escolher um caminho em vez de apenas reagir ao que se passa à sua volta usando a sua energia e o seu tempo para satisfazer as demandas de outras pessoas.

Nada é 100% verdadeiro em todas as circunstâncias, e não posso deixar de fazer o reparo de que alguns objetivos exigem de facto uma certa preparação.

Use o seu discernimento fazendo-se a si mesmo a seguinte pergunta:

– Se eu começar a fazer o que quero hoje mesmo em vez de esperar até me sentir preparado, qual o pior que pode acontecer? –

Pergunta: O que faz para vencer a inércia quando não se sente preparado para avançar?

5
Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Sabrina Matos Sampaio
Visitante

Concordo, eu sempre dizia para mim mesma e para as pessoas que não estava pronta para gravar vídeos ainda e criar um canal mas acho que se eu não tivesse arriscado criar mesmo sem estar “preparada”, iria estar esperando até agora e dizendo “ainda não estou preparada”.

Mulher Virtuosa By Vany
Visitante

Um texto bem motivador. Se eu nao fizer nada, nada vai acontecer. Eu mudo nao mudo nada né? Temos que vencer o medo e a ansiedade.

Rafaela Silva
Visitante
Rafaela Silva

Ah que texto incrível. Realmente, as nossas inseguranças, o medo de errar nos trava e nos impede de tentar algo novo. É normal ter medo, mas eu sempre tento pensar que eu poderia ser muito boa naquilo que tenho medo de fazer, mas para isso eu preciso iniciar… e então eu começo.

Anne Ferreira
Visitante

Sou a favor também de fazer pouco e com frequência.Lembre-se sempre que melhor feito que não feito.

Cintia
Visitante
Cintia

Olá!
Quando estou muito parada nas ideias ou atitudes, respiro fundo e penso no que vou alcançar tendo uma atitude que vai fazer as coisas andarem
Abraços

Scroll to Top