fbpx

Quer ser produtivo? Deixe de tentar criar o ambiente perfeito

Sala degradada e cheia de tralha

Acho incrível como é que tantos autores que admiro gostam de dar orientações sobre como criar um bom ambiente de trabalho. Não que haja alguma coisa errada em se criarem circunstâncias adequadas antes de começar a estudar, trabalhar ou praticar alguma habilidade.

O meu problema com esses conselhos é que quem os dá, fá-lo como se fosse imprescindível criar o ambiente perfeito para se conseguir fazer alguma coisa.

Os ambientes perfeitos não existem.

Acredito que a maior parte das pessoas que querem realizar feitos importantes nas suas vidas, raramente têm ambientes perfeitos à sua disposição.

Se está a trabalhar num projeto fora do seu emprego, como por exemplo criar o seu próprio negócio, aprender programação, criar um blog ou algo parecido, é provável que precise de se dedicar mesmo quando o ambiente à sua volta não é o melhor.

– Podem estar a acontecer obras no apartamento ao lado.

– Pode ter pessoas muito barulhentas a viver consigo.

– Pode precisar de usar o tempo que passa nos transportes públicos para ser produtivo, apesar de nem sempre conseguir um lugar sentado e de todo o ruído à sua volta.

– E pode ser que o único lugar que tenha para trabalhar na sua própria casa, seja um cantinho pequeno e desarrumado.

Quando o ambiente se torna numa desculpa.

Penso que já passei por todas as situações mencionadas acima. Em qualquer uma dessas alturas, é muito mais fácil escolher antes ver um filme ou queimar tempo nas redes sociais, em vez de fazer o trabalho planeado.

Basta usar como desculpa o ambiente que nos impede de ser produtivos.

Num dos meus filmes preferidos, “The Pursuit of Happyness”, há uma cena em que Chris Gardner, interpretado por Will Smith, tem de estudar para um exame de admissão para se tornar um corretor de bolsa.

Por coincidência, está também numa fase da vida em que é obrigado a dormir num refúgio para sem-abrigos.

Apinhado de pessoas barulhentas, num sítio sujo e mal cheiroso, Chris apenas tem uma lâmpada que quase não emite luz para poder estudar e onde tem de encostar os seus apontamentos para os conseguir ler.

Mesmo a viver no pior ambiente possível, Chris não desiste e acaba por passar no exame de admissão. Usei este exemplo porque o filme retrata uma história verídica.

Provavelmente não está neste momento a viver em refúgios. Se estiver, arranje maneira de fazer o que precisa para sair daí e não fique à espera que o seu espaço circundante mude para começar a agir.

A produtividade em ambientes improváveis.

Sem estarmos numa situação tão dramática, os nossos dias estão repletos de situações em que poderíamos ser produtivos mas que desperdiçamos. Muitos afazeres podem ser feitos durante 20 minutos numa fila de supermercado. Nem que seja planear a sua semana numa agenda.  

Os transportes públicos são outro local onde muito pode ser feito. Já aproveitei o tempo que passo diariamente em deslocações para responder a emails, escrever ideias para artigos a desenvolver, e até mesmo para fazer pagamentos mensais e regular débitos diretos (existem apps para tudo).

Tenho sempre pronto no meu smartphone vários audiobooks e programas de desenvolvimento pessoal em áudio, para aqueles dias em que é impossível conseguir um lugar sentado.

Nessas alturas simplesmente coloco os meus auscultadores, desligo-me do ambiente à minha volta e concentro-me apenas na minha audição.

Um mau ambiente pode tornar-se na sua motivação.

Sermos produtivos e alcançarmos as nossas metas depende principalmente de nós. Um ambiente silencioso e arrumado ajuda. Não obstante, viver em más condições pode ser uma grande motivação para nos esforçarmos mais do que quando temos uma vida confortável.

O desejo de criar melhores condições de vida e de deixar de viver uma vida de escassez, foi um notável encorajamento para muitas pessoas que são hoje muito bem-sucedidas.

Se quer ser produtivo e pode fazer modificações no seu ambiente que o ajudem a concentrar-se melhor, não hesite em fazê-las. Só não perca demasiado tempo com estas. Caso contrário, desligue-se do que se passa à sua volta e coloque todo o seu foco na tarefa que tem em mãos.

Tenho plena noção de que pode ser frustrante e incrivelmente enervante tentarmos nos concentrar quando existe muito barulho onde nos encontramos.

Mas posso prometer-lhe que quanto mais praticar a sensação de ignorar tudo à sua volta nessas situações, mais fácil se torna voltar a fazê-lo.

Se repetir este processo com frequência, vai desenvolver o seu foco até um ponto em que conseguirá concentrar-se numa única tarefa, nem que haja um terremoto à sua volta.

Pergunta: Como é que faz para ser produtivo num ambiente difícil?

9
Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Joana Darc
Visitante
Joana Darc

Oi
Excelente dica ?
Quando vou criar algo costumo ficar sozinha e ligo o som,me ajuda muito na hora de criar textos…

Raissa Gomes
Visitante

Eu fiquei tanto tempo tentando criar o ambiente perfeito para gravar os meus vídeos que acabei perdendo a oportunidade e só agora que não tenho mais tempo, pude perceber que não aproveitei :/

Rafaela Silva
Visitante
Rafaela Silva

Eu sempre tento deixar tudo organizado aqui em casa para produzir mais. Uma coisa que me ajuda são músicas… me deixam relaxada e consequentemente consigo me concentrar e ser mais produtiva.

Anne Ferreira
Visitante

Eu procuro enxergar também um ambiente ruim como uma motivação para trabalhar mais e conseguir um lugar melhor.Sempre tento fazer o melhor que eu posso com as condições que eu tenho.

denise
Visitante

um bom ambiente e muito importante na hora da criação. deixa o lugar organizado e limpinho me ajuda com isso.

Laísa
Visitante

Ai, como eu queria ter lido este post há uns anos atrás! Eu era o tipo de pessoa que não produzia absolutamente nada simplesmente por não ter um ambiente perfeito: “Eu preciso da minha escrivaninha para estudar, senão não consigo.” “Eu preciso que a minha escrivaninha fique em um home office, senão eu não consigo.”, “Eu preciso de um ambiente maior para ter o meu home office.” e assim por diante. Quando tive tudo isso, continuava sem fazer nada e não tinha mais desculpas para continuar. Foi aí que percebi que não preciso ter um ambiente perfeito, mas sim, um… Read more »

Jéssica Toledo
Visitante

Eu passei por isso esses dias no meu serviço, estava me sentindo bem mal e conversei com algumas pessoas bem sábias e entendi exatamente isso, tirar do “ruim” como um desafio a ser superado, não existe o ruim se eu não quiser que ele exista. Abstrair e enfrentar como um desafio me ajudou bastante. Depois de entender isso, minha produtividade aumentou, parei de ficar me preocupando com aquilo que não depende de mim pra melhorar, então.. tudo é um desafio.

Beijos <3

vidade-jessi.blogspot.com

Tanise
Visitante

Dicas excelentes!
Quem faz o ambiente ser bom somos nós mesmos. O que pode ser bom para um, não necessariamente significa que é para o outro

Vitória Bruscato
Visitante

Concordo com tudo o que você disse! Acredito que é importante sim ter um ambiente bacana, mas as pessoas precisam aprender a se adaptar as situações da vida – e aos ambientes.

Scroll to Top