fbpx

Porque é que deve ser inflexível com o seu tempo

O tempo é das poucas coisas distribuídas de forma igual por toda a gente. Cada dia tem 24 horas e é assim em todo o mundo.

Pode pensar que tem mais responsabilidades do que outras pessoas, ficando com pouco ou nenhum tempo durante o dia. Contudo, a sua agenda diária é um reflexo das suas prioridades.

O mais importante são as rotinas diárias.

Tendo em conta que nós humanos somos criaturas de hábitos, temos a tendência maioritariamente inconsciente de repetir os mesmos comportamentos e as mesmas ações numa base diária, ou seja, as mesmas rotinas.

Uma das minhas frases favoritas do orador motivacional Jim Rohn é precisamente:

“Se quer ter mais tem de ser mais”

Por outras palavras, se quer ter melhores resultados na sua vida tem de ser melhor naquilo que faz e na forma como gere o seu tempo.

Os resultados que tem atualmente estão diretamente ligados à qualidade das suas rotinas diárias, e se quer adotar hábitos mais produtivos, terá de sacrificar algumas dessas rotinas que não acrescentam valor à sua vida.

Existe um fator de extrema relevância em relação ao tempo.

Se não planear o seu dia com antecedência, este será consumido pelas circunstâncias que vão surgindo e pela agenda de outras pessoas.

Quando permite que o seu tempo seja dissipado por compromissos alheios, sabe quem é que sai beneficiado com isso? Deixe-me dar-lhe um palpite.

Você não é.

Como rentabilizar o seu tempo em 3 passos.

Como percebeu logo desde o início, este artigo fala acerca da importância de ser inflexível em relação ao seu tempo. Porém, esse não é o primeiro passo.

Para rentabilizar o seu tempo ao máximo, existem três passos fundamentais e que devem ser executados pela seguinte ordem:

1º. Ter as suas metas bem definidas.

Escreva quais são as suas metas, pense em que contextos quer atingi-las, com quem, quais são os contornos destas, seja o mais específico que puder e não se esqueça do mais importante, saber quando é que as quer atingir.

Se transformou as suas metas generalistas e abstratas em metas concretas e objetivas, pode agora partir para o segundo passo.

2º. Criar um plano de ação.

Quando define com precisão as suas metas assim como a maneira como as quer atingir, o trabalho que precisa de realizar para as conquistar torna-se mais claro.

Para que este seja ainda mais definido, existe uma pergunta extremamente útil e à qual deve responder. Deve inclusive lê-la várias vezes até a processar corretamente:

– O que é que tem de acontecer em concreto, em marcos específicos do percurso em direção ao seu objetivo, para que tenha a certeza que está a dar os passos que deseja?

Passo a explicar, imaginando que deseja ter o seu objetivo concretizado daqui a um ano, é crucial saber em que ponto quer estar em relação ao seu objetivo daqui a 2 semanas, 1 mês, 3 meses e assim sucessivamente. Mais uma pergunta:

– Daqui a 6 meses o que é que tem de observar à sua volta para saber que está no caminho certo?

Se quer tornar-se empreendedor daqui a um ano, então daqui a 6 meses algumas coisas deverão de estar concretizadas para que saiba que está no bom caminho. Consegue identificar quais são? Faça uma lista e mais uma vez:

Seja específico.

Agora que tem as suas metas bem definidas e fez um planeamento da evolução que quer ter ao longo do tempo, pode redefinir as rotinas diárias que necessita de adotar para atingir o objetivo final.

Com um objetivo claro torna-se muito mais fácil saber quais as tarefas que tem de realizar diariamente e que levarão à sua concretização. Chegamos assim ao 3º passo:

3º. Seja inflexível com o seu tempo.

Ao longo da sua jornada, é um facto que vão surgir imprevistos que o vão desviar das suas rotinas diárias pré-definidas. Imprevistos que não podem ser ignorados e que devem ser tratados na hora.

Quando tal acontecer lide com esses imprevistos rapidamente e volte a entrar nos eixos. Mas atenção! Os imprevistos a que me refiro são situações que ocorrem com raridade e que não podem ser adiadas, você sabe identificá-las.

Para todas as outras situações tem de fazer recusas, mesmo que o faça sentir-se desconfortável dizer “não” a outras pessoas que querem o seu tempo, não hesite, seja inflexível. Enquanto isso, os seus sonhos estão à sua espera e não se esqueça, você não é imortal.

Pergunta: Como faz para gerir o seu tempo de forma eficiente?

1 comentário em “Porque é que deve ser inflexível com o seu tempo”

  1. Desvalorizados tanto o tempo…que o chegamos a usar como desculpa para algo que na realidade pretendemos não fazer! “Não tenho tempo”…digo isto tantas vezes quando na verdade o que não tenho é vontade de cumprir a tarefa ou a falta da gestão correcta do tempo…

    Responder

Deixe um comentário

Homem numa ponte com uma cerveja

10 regras para uma vida miserável

Se levar uma vida gratificante, cheia de realizações pessoais e conquistas não lhe diz muito e quer experimentar o extremo oposto, então este artigo é para

Homem a observar quadros numa galeria

Como lidar com a crítica

Não precisa de muito para ser alvo de críticas. Basta fazer alguma coisa que esteja fora das normas que a sociedade lhe quer impor, ou

Ás de paus

Descubra a sua vantagem injusta

Cada um de nós tem uma inclinação para fazer alguma coisa muito melhor do que outros, apesar de muitas vezes, esta ser uma habilidade escondida. Se for

José Lança

José Lança

José Lança é o criador do blog Desbloqueie-se, onde milhares de pessoas espalhadas pelos quatros canto do mundo já foram procurar inspiração para os seus desafios. Dedica o seu tempo à escrita de não ficção, explorando temas que abrangem desde o desenvolvimento pessoal ao condicionamento social, passando por tudo aquilo que tem impacto na produtividade pessoal de cada indivíduo. Acredita que o seu propósito de vida é atingir a maestria num único campo, ao longo de toda a sua vida.
error: Content is protected !!